domingo, 4 de setembro de 2011

Olha o time de guerreiros ai voltando ...


O nosso santa voltou a vencer nessa tarde de domingo, 1x0 que pareceu goleada, mas só com o futebol apresentado no segundo tempo com a entrada do nosso prata da casa maranhão e um velho conhecido de Zé, Bismarck, isso foi possível.


Deve ter torcedor corneteiro ai pensando que o time não vai subir do jeito que jogou hoje, mas podem ter certeza que o futebol apresentado no segundo tempo nos convenceu em algumas partes, mas como temos muito o que evoluir, não foi tão perfeito assim. Claro que houve algumas falhas e erros principalmente na defesa, mas o mais importante é a vitória, somos líderes e ainda estamos invictos.

Análise detalhada do jogo, do site coralnet.com.br


O Santa Cruz venceu o Porto por 1 x 0 na tarde deste domingo, no Arruda, em partida válida pela sétima rodada do Campeonato Brasileiro da Série D. O gol coral foi marcado por Jefferson Maranhão.
Com o resultado o Mais Querido voltou a liderar o grupo A3, com 12 pontos em seis jogos. No próximo final de semana o Tricolor encara o Guarani/CE em João Pessoa/PB.
O JOGO - Com muitos desfalques para a partida desta tarde, o Santa entrou em campo com uma formação bem diferente do que o treinador Zé Teodoro vinha escalando no restante do Campeonato.
Além do esquema com três atacantes, o comandante coral escalou o volante Chicão no meio de campo e deslocou o lateral Roma da direita para a esquerda, deixando Memo no papel de ala direito. As mudanças deixaram o time coral lento na saída de bola e com pouca criativida, assim poucas chances de gol foram criadas ao longa da primeira etapa.
O Porto, por sua vez, também apresentou um futebol fraco tecnicamente e apostou na marcação para tentar, ao menos, não ser derrotado.
Pelo lado coral, a melhor chance do jogo foi construída já no fim da primeira etapa, quando Flávio Recife arrancou rápido do campo de defesa coral e tocou para Ricardinho, que tentou tocar por cima do goleiro do Gavião, mas a bola acabou saindo.
Ao fim do primeiro tempo a torcida coral vaiou muito o time e no retorno para o gramado o treinador Zé Teodoro resolveu colocar os meias Bismarck e Jefferson Maranhão nas vagas de Leandrinho e Ricardinho. Dessa vez as mudanças surtiram efeito e o Santa cresceu em campo.
Desde o primeiro minuto do segundo tempo o time coral mostrou outra cara em campo, saindo rápido para o ataque e distribuindo bem a bola pelas laterais.
Diversas chances de gol foram sendo criadas e aos 13 minutos o Mais Querido abriu o marcador. Flávio Recife recebeu grande lançamento, tocou para o Jefferson Maranhão que dominou com categoria, driblou o zagueiro e mandou para as redes do Porto. 1 x 0
Com a vantagem no placar e a torcida empurrando o time em campo, o Santa continuo atacante muito e criando boas jogadas. Em dois lances seguidos Flávio Recife teve a chance de ampliar o marcador, mas o zagueiro Sandro Miguel conseguiu tirar a bola na linha do gol antes de entrar.
No fim, os jogadores do Gavião mostraram descontrole emocional e dois atletas acabaram expulsos de campo, em lances violentos.
Como era de se esperar, ao contrário do fim do primeiro tempo, o Santa saiu de campo bastante aplaudido e os gritos de TIME DE GUERREIROS voltaram a ecoar no Arruda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar aqui no [Torcedor Nordestino], a sua opinião é muito importante para nós.

Antes de publicarmos seu comentário, ele passará por moderação da nossa equipe.